Algumas telas faço bem rápido, outras não, depende de tantas variáveis, desde o estado de espírito meu e do dia até… tudo rsss. Mas, cada uma tem sua história, esta abaixo, p.ex., começou a nascer no Facebook.

copia-de-ilustracao_sem_titulo-17

img_6848aEu desenhava no novo Ipad Pro, animada, sonhando com um futuro de + viagens, podendo, agora, trabalhar mesmo em trânsito.

Foi nessa vibe q postei o desenho à direita no Facebook, feito “rapidão”, pra desejar bom feriado de 12 de outubro a todos. Entre curtidas e coments, ganhei 2 provocações boas. “…Imagino como ficará o produzido lentamente…”, foi a do Osmani Costa; “…Já pensou como seria se não fosse rapidinho?”, disse Regina Molina.

Na manhã seguinte, tinha reunião na Loft, com a Rosa, q prestigia os artistas em seu espaço e já expunha esculturas minhas. Lembrei-me de termos concordado, há bastante tempo, q eu levaria pra ela pelo menos uma tela, além das esculturas. E eu estava, por aqueles dias, justamente refletindo sobre a falta de tempo, as promessas adiadas ou esquecidas, uma vontade de trabalhar, viver e conviver melhor, tentar um olhar novo em novas rotas em 2017…

Voltei louca pra pintar uma tela grande, uma conjunção entre aquele desenho, os coments no Face, a Rosa, as minhas próprias reflexões, e cadê tela pra isso? Sempre as encomendo do Lizier Jr. (q só chamo de Junior), da Artelon, mas só restavam comigo umas bem pequenas. O q foi bom. Pela primeira vez, usei um dos chassis de tela q meu pai havia encomendado pra ele próprio pintar, e q vieram pra mim depois q ele se foi, há 8 anos. Foi uma sensação boa, reconfortante.

Recriei à mão livre o desenho quadrado na tela retangular, e só parei de pintar qdo acabei, 3 dias depois. Postei tbem.

tela-sendo-feitaEra como se eu quisesse mais. Então, além do desenho digital e da tela pintada, fiz uma série de gravuras inspiradas na dupla. Rinaldo, da Printcad, tornou-se meu editor em Londrina, e tem sido um bom parceiro em experimentações minuciosas pra q eu consiga viabilizar gravuras com a qualidade de impressão necessária.

rinaldo-printcadJr., parceiro super profissional de anos, veio buscar a telona de 1,90m x 1,50m pra emoldurar, e eu fui até ele pra decidir sobre as molduras das gravuras, resolvi optar por um mix divertido de cores.

jr-artelonAcho q Rosa gostou. Mas, quem + gostou fui eu. Além de amiga e parceira q admiro, descobri um novo lado dela, inspirador pra todas nós, mulheres, por isso gravei um vídeo q já compartilhei aqui, antes deste post.

copia-de-rosa-loft

img_7002Foi bom voltar lá à noite, dias depois, a convite da Rosa e do Élcio, num evento da Hunter Douglas aos arquitetos, e ver a tela e as gravuras colocadas.

img_7123img_7128

img_7132  img_7116

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rosa e Élcio; minha selfie com o arquiteto amigo André Sell; Danieli, Leda e Adelita, as 3 Irmãs Preto, com um menu delicioso (tresirmaspreto_preto@outlook.com); vista geral do encontro. E fica claro pra mim: histórias são feitas de gente.

Deixar uma Resposta

4 comentários

  1. Incrível os caminhos intrincados da inspiração. Vc os capta, os produz, pq é uma artista sensível e talentosa. bjs

  2. Regina querida, um privilégio ter vc como amiga e compartilhar esse momento.