BEM ALÉM DO ATELIER 

Sério, eu adoraria saber como você lida com a bagunça. Não tô falando da barbárie (os acumuladores que a gente vê na tv, mudança, reforma de casa), nem da pilha de louça ou roupa suja vez ou outra. Nem das coisas rolando por aí quando há crianças em casa, elas crescem.

Tô falando daquela bagunça que aparece do nada quando:

1. Procuro uma coisa que deveria estar ali, viro, mexo e remexo e não acho; 2. Provo roupas, sapatos e etc naquele dia em cima da hora e nada fica bem nem adequado e tudo parece conspirar contra; 3. Resolvo encarar alguma arrumação adiada, crio pilhas de encaminhamentos mas, vendo que o tempo não vai dar, redistribuo tudo (maior) no lugar de origem e adjacências, pra outro dia…

Não tô falando do meu ateliê, é um caso à parte. À medida em que o trabalho avança (um projeto de escultura, pinturas em papel, telas), o caos vai se instalando. Terminado o trabalho, parto pra faxina imediata.

Não consigo recomeçar no caos, então a ordem é fundamental: bancada de trabalho limpa, pincéis idem, tintas guardadas tampadas e por cor, piso sem sujeira.

Um resto vai ficando, né?  Especialmente se há portas pra fechar e esconder…

Essas duas aí de cima. Engraçado, eu seria capaz de jurar que, dentro, tudo estava em ordem há pouco tempo. Pelo menos estava quando procurei uma idéia anotada num dos cadernos e demorei pra achar… Deixa ver, é verdade, na última arrumação as coisas que sobraram sem lugar eu coloquei aí, provisoriamente…

Eu tento: pegar o que for e devolver no mesmo lugar depois de usar. E pratico isso! Então, por que a bagunça brota?

Você bagunça?

Deixar uma Resposta

6 comentários

  1. Afff, até parece eu! Fico assim também, Rê. Quando escrevo, quando faço pães e os embalo, seja para presente ou não, quando preparo uma aula ou palestra… Me espalho pela casa toda deixando sementes, fitas, papéis, lápis, canetas, tesouras, farinha pra todo lado!!

  2. Angelica geca

    Hehe. Como nao mudo de casa a 25anos, faz idéia do tanto se coisas ‘reservadas’ para compor algumas das criações que ja povoaram minha cabeça? Mas eu chego lá.

  3. Pamella

    hehehe, experimente scrapbooking! O caos que se instala e brota DO NADA assustará, isso graças a quantidade pequena de coisas que se acumulam (retalhos e picotes de papel por exemplo)! =P

    • Paula Bambino

      Rssss Faço idéia: eu uso mto recortar papéis na hora de criar esculturas ou colagens… Até eu gostar,vc não faz idéia de como fica o chão, meu colo, a mesa, os cantinhos… bjusss