Depois das mulheres, q usaram e até abusaram da renda e suas transparências, a moda agora aponta a renda na direção dos homens. Será q eles vão adotar pelo menos uma camisa assim, digamos, pouco ortodoxa? Se depender da Burberry, sim. A gigante inglesa q inventou o tecido de gabardine em 1880, e continua lançadora de tendências, mostrou q ela pode ser informal ou com ternos e gravatas, e tbém em manga curta, no último desfile primavera verão 2016. Note a familiaridade com a camisa usada por John Lennon no dia da sessão de fotos para a célebre capa do álbum Abbey Road (em 1969!).

Logo saberemos, já q as tendências lançadas lá fora influenciam demais a indústria da moda daqui. Há, claro, exceções. Um bom exemplo é a estilista alagoana Martha Medeiros, q sempre valorizou a tradição nordestina rendeira e ocupa as araras da Harrods (inglesa) e da Bergdorf Goodman (americana) com suas personalíssimas criações em renda, para mulheres. Em 2013, ela lançou sua primeira linha masculina, com camisas de renda.

Mudando um pouco de assunto, gosto da Burberry tbém pelo apoio consistente q dá a jovens músicos ingleses. Além de manter o programa Burberry Acoustic, q grava e divulga essa moçada no site oficial da marca, ela os apresenta em todos os seus eventos. Neste desfile, no vídeo, o artista emergente britânico Rhodes canta e toca piano, acompanhado de uma orquestra de 24 integrantes. E todos em lugar de destaque.

Que bom seria se nossas grandes marcas nacionais tbém seguissem essa trilha!

Ps.: O vídeo começa com alguns elogios de convidados (em inglês, sorry), depois vem o desfile com as tais camisas de renda rs

Deixar uma Resposta

2 comentários

  1. lina menezes

    Adorei a camisa de renda! Eu gostaria de sair com um homem vestido assim, elegante e irreverente…. rs